Batom da Semana

Esse é um coringa na necessaire, ele é bem cremoso, sabem né aquele nude básico!

*Desculpem a foto, o meu já está ano finzinho :)

Anúncios

Tiaras – essa moda te pega?

Esse acessório tinha sido um pouco esquecido desde os anos 90, mas pelo que tudo indica está voltando com força total e com estilo pra todos os gostos!

Tem pras mocinhas mais comportadas até as rockabillys:

Preciso dizer que amei essa?

As headbands também fazem sucesso

Muitas famosas já aderiram ao acessório, que pode ser usado em looks básicos ou pra bailes de gala

Kelly Osbourne e Fergie

Natalie Portman e Katie Holmes

Eu simpatizo muito com tiaras, são muito úteis, principalmente  naquele #badhairday, coloca uma tiara e tá tudo resolvido! ;) Ou pra incrementar um look bem rapidinho #ficaadica

E o meu look, >.< aii que vigonhaa

E aí essa moda te pega ou você corre longee?

Arte com comida – Parte 1

E aí qual a sua preferida?

Achei sensacional a laranjinha suicida huahsuahs

Felino da Semana

Vocês preferem um nerd ou um anjinho?

Halloween – O dia das bruxas

 A história desta data comemorativa tem mais de 2500 anos, quem diria. Surgiu entre o povo celta, que acreditavam que no último dia do verão (31 de outubro), os espíritos saiam dos cemitérios para tomar posse dos corpos dos vivos. Para assustar estes fantasmas, os celtas colocavam, nas casas, objetos assustadores como, por exemplo, caveiras, ossos decorados, abóboras enfeitadas entre outros. Estranho, se eles eram espíritos não iriam ter medos de abóboras e ossos neah, enfim, deixa pra lá, história é história. Por ser uma festa pagã foi condenada na Europa durante a Idade Média, quando passou a ser chamada de Dia das Bruxas. Aqueles que comemoravam esta data eram perseguidos e condenados à fogueira pela Inquisição. Com o objetivo de diminuir as influências pagãs na Europa Medieval, a Igreja cristianizou a festa, criando o Dia de Finados (2 de novembro).

Esta festa, por estar relacionada em sua origem à morte, resgata elementos e figuras assustadoras. São símbolos comuns desta festa: fantasmas, bruxas, zumbis, caveiras, monstros, gatos negros e até personagens como Drácula e Frankestein. Na América do Norte, principalmente, as crianças também participam desta festa. Com a ajuda dos pais, usam fantasias assustadoras e partem de porta em porta na vizinhança, onde soltam a frase “doçura ou travessura”. Felizes, terminam a noite do 31 de outubro, com sacos cheios de guloseimas, balas, chocolates e doces. 

 No Brasil a comemoração desta data é recente. Chegou ao nosso país através da grande influência da cultura americana, principalmente vinda pela televisão. Os cursos de língua inglesa também colaboram para a propagação da festa em território nacional, pois valorização e comemoram esta data com seus alunos: uma forma de vivenciar com os estudantes a cultura norte-americana. Muitos brasileiros defendem que a data nada tem a ver com nossa cultura e, portanto, deveria ser deixada de lado. Mas e aí, se o Brasil, desde sempre, não promove ações culturais do genêro, os brasileiros tem que mais é reapropriar a cultura americana! Como tem feito muito bem.

Argumentam que o Brasil tem um rico folclore que deveria ser mais valorizado. Para tanto, foi criado pelo governo, em 2005, o Dia do Saci (comemorado também em 31 de outubro). Alguém sabia que o Saci tinha dia?

Enfim, não é assim tão comemorado no Brasil. Acho que o único “personagem” cultural brasileiro que tem dia lembrado é o Tiradentes, e olha que tiram maior onda com ele. Todo mundo gosta pelo fato de ser feriado nacional, apenas.