Realitys Shows

É um tipo de programa televisivo baseado na vida real. Ou seja, procura mostrar o que realmente as pessoas são, onde quem ganha o prêmio seja merecedor pelos seus atos como pessoa.

O Big Brother Brasil, criado em 1999, é fenômeno de audiência. Embarcando nessa ‘onda’ surge também, em 2002, A Casa dos Artistas do SBT, mais tarde em  2009, reinventado pela Record com A Fazenda.

Tamanha audiência se dá principalmente por ser uma fábrica de celebridades instantênas, depois por que não há roteiros a serem seguidos, é mais uma prova de convivência e avaliação da conduta dos participantes. Também porque, convenhamos, o povo adora criticar e ainda mais se tiver barraco no meio.

E falando em barraco, há outros tipos de crítica quanto ao conteúdo dos realitys, principalmente o BBB,  envolvidos em polêmicas com cunho social. A principal dessas críticas é com relação a erotização, que prejudicam “a formação da criança”, visto que explora de maneira demasiada a sexualidade. Mas e aí, o programa é transmitido num horário em que criancinhas lindinhas já estão no 2º sono, não é obrigação dos pais controlar o que seus pupilos assitem ou não?  Não que seja intenção do programa explorar a sexualidade, mas quanto maior o ‘babado’ mais audiência.  Também é visto como “o programa mais deseducativo”, sendo que não é veiculado nada de instrutivo nos programas.

 O que fala alto nas críticas, é a fama a qualquer preço. Vale se humilhar, manipular, exibir o corpo, qualquer coisa por 15 minutos de fama. E muitos dos participantes não tem nem um minutinho a mais viu. 

Uma pesquisa demonstra que 40% dos adultos desejam fama, isto porque as pessoas buscam aceitação e segurança existencial. Essa necessidade incessante seria culpa do quê, ou de quem? A desestruturação da família? A má educação das crianças? Da falta de  valores sociais na sociedade contemporânea?

Enfim, muitos participantes saem muito piores do que entraram, porque sob pressão podem tomar atitudes que prejudiquem sua imagem, também no mundo real. E já outros, apesar de não serem vencedores, conquistam muito mais fama e dinheiro e estão na mídia até hoje, provando que tem talento e não são apenas mais um rostinho bonito. Sabrina Sato e Grazi Massafera são exemplos natos disso.

As inscrições do BBB 2011 estão abertas, alguém se arrisca?

Anúncios

4 Respostas para “Realitys Shows

  1. Realmente, esses realitys não acrescentam nadaaa na vida da gente.
    Mas fazer o que? É uma oportunidade fácil de tentar ficar famoso, tentar virar atriz da novela das 8 e talvez até ganhar 1 milhão de reais, e se for mulher (nem precisa dizer que tem que ser bonita, porque eles nunca escolhem mulher feia) se não levar o prêmio, no mínimo consegue um contrato com a Playboy.
    No entando acho que vi todas as edições do BBB e particularmente gosto bastante da Grazi Massafera. Lembro que no ano que ela concorreu a miss Brasil eu torci pra ela. :P E acho que ela soube aproveitar muito bem a fama que o Big Brother proporcionou.
    Já a tal Fazenda eu não posso nem comentar porque nunca tive estômago pra assistir.

    (Gostei do teu blog)

    • Foram poucas mulheres não misses que apareceram no BBB. A Grazi realmente é muito querida, merece o que conquistou, não só por mostrar talento como também caráter.
      Quanto em A Fazenda eu vejo um lado bem oposto ao BBB. Porque a gente conhece os ‘artistas’, vê que muitos não tem talento, e tem fama sei lá porquê (como o caso do Sérgio Malandro, falar iéié e glu glu até uma criança de 2 aninhos fala).
      Volta sempre Murilo :)

  2. Com certeza! Todos temos liberdade de escolha irrestrita, e isto se aplica a quase tudo na vida.
    Acho errado as pessoas atropelarem seus valores (quando elas tem), serem capazes de tudo pela fama, acho que existem coisas mais importantes que fama e dinheiro.
    Já a Geisy, ela é o “Michael Jackson” brasileiro, é uma coisa reinventada, aquele corpo não lhe pertence hahaha se eu visse ela na rua sem maquiagem juro que eu corria de medo!
    Só que tô vendo que ela vai longe, tudo que ela faz o povo dá audiência, mesmo ela sendo uma poRRta huashausha

  3. já dizia Foucault, homem e poder são faces de uma mesma moeda…
    com relação às crianças concordo com vc, e acrescento isso também à “deseducação” ngm obriga ngm a assistir, e se tu não gosta, não assiste. Pra mim, já perdeu a graça, mas o fato é que todo mundo gostaria de ter seus 15 minutinhos de fama…. tem até gente falando q a Geisy arruda é uma pessoa suuuuper legal depois de “A fazenda”… se é ou não, não sei, mas que deu baphoooo, isso deu….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s